domingo, 15 de maio de 2016

Raio-X da arbitragem

               Crédito: FERNANDO DANTAS/GAZETAPRESS
 
Ótima arbitragem
Premido pela responsabilidade de dirigir a partida de estreia do Campeonato Brasileiro/2016, pela juventude e promoção recebida recentemente, o árbitro Bruno Arleu de Araujo (foto/Asp/FIFA/RJ), que foi clicado pelo brilhante fotógrafo FERNADO DANTAS/GAZETA PRESS – acredito por precipitação, tomou duas decisões disciplinares equivocadas no confronto Palmeiras/OS 4 x 0 Atlético/PR. Equívocos que foram imediatamente corrigidos, dado o belo trabalho em equipe e sem prejuízo às equipes e em conformidade com a Regra (5) que diz: “O árbitro poderá a qualquer momento modificar uma decisão desde que perceba que a mesma é incorreta, ou a seu critério e/ou conforme indicação de um assistente ou do quarto árbitro, sempre que ainda não tiver reiniciado a partida ou finalizado o jogo”. Foi o que aconteceu. ÓTIMA ARBITRAGEM.

Vexame brasileiro
Anunciado em fevereiro do ano em curso como o novo dirigente do Comitê de Árbitros da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), o ex-árbitro da CBF e da Federação Paulista de Futebol, Wilson Seneme, até o fechamento desta coluna ainda não tomou posse naquela entidade. Informações recebidas por este colunista direto de Assunção dão conta de que, esqueceram de avisar e acertar as contas com o atual diretor do cargo, Carlos Alarcon (Paraguai), que é membro do Comitê de Arbitragem da FIFA, que ele deveria sair. Uma outra fonte nos informou que talvez, após a final da Copa Libertadores deste ano, Alarcon deixe a função. É mais um vexame do futebol pentacampeão. Resta aguardar para ver.

Brasileiros foram escanteados?
No Congresso da FIFA realizado na cidade do México na semana que passou, foram eleitos os novos membros das Comissões da instituição internacional, que é presidida pelo suíço Gianni Ingantino. DETALHE (1): as diferentes comissões da FIFA eleitas no Congresso tem dirigentes de futebol da Alemanha, Bolívia, Colômbia, Costa do Marfin, Equador, Gana, Índia, Jamaica, Paraguai, Peru, Portugal e Venezuela. DETALHE (2): nenhum cartola do País do Futebol, o Brasil, que foi representado pelo presidente da federação paranaense de Futebol, Helio Cury, aparece nas comissões eleitas no aludido congresso. É mais um vexame do futebol brasileiro em âmbito internacional.
      
Reivindicação justíssima
A confraria do apito que labuta nas competições da CBF, ou seja, árbitros e assistentes que compõe a Relação Nacional de Árbitros de Futebol/CBF/RENAF, manifestam-se constantemente junto aos blogueiros de arbitragem, exigindo participação nas polpudas verbas de patrocínio das duas logomarcas das multinacionais, que a categoria propaga gratuitamente na sua indumentária. Entendo como correta a reivindicação.

Reivindicação deve ser conjunta
Acontece que temendo sofrer algum tipo de retaliação da CBF e das federações de futebol, os homens de preto de RENAF, estariam adotando em relação aos patrocínios na manga e nas costas das camisas, o mesmo modus operandi quando da ação do direito de imagem. Naquela ocasião, muitos apitos e bandeiras assinaram a procuração e, posteriormente, retiraram as assinaturas. Portanto, transferir somente à Anaf o pleito dos patrocínios alocados nas camisas, sem a participação efetiva da classe nas negociações junto a CBF, é algo que dificilmente será alcançado pelos homens da RENAF. Ou se faz uma ação conjunta Anaf e os apitos sobre o assunto, ou então a CBF vai continuar faturando sozinha.

Reunião do IFAB
Nesta quinta-feira (19), os membros dos Painéis Consultivos do International Board, reúnem-se em Zurique (Suíça) -  para avaliar a repercussão das novas modificações autorizadas nas REGRAS DE FUTEBOL pelo IFAB, no último dia 5 de março. Também será objeto de análise, a nova nomenclatura ortográfica implementada pela entidade no livro das REGRAS DE FUTEBOL - e o tema do momento do futebol mundial, o árbitro de vídeo (AV).

Workshop do (AV) na Holanda (1)
Enquanto o IFAB estará reunido em Zurique na quinta-feira - no período de 18 à 20 de maio, portanto, de quarta (18) à sexta (20) - a KNVB estará realizando um seminário em Amsterdã na Holanda, onde ira exibir ao mundo do futebol e, por extensão da arbitragem, o trabalho pioneiro desenvolvido por aquela instituição nos últimos dois anos, sobre o árbitro de vídeo.

Workshop do (AV) na Holanda (2)
Na oportunidade, todos tomarão conhecimento de como funciona a experiência, a tecnologia aplicada, o treinamento do quadro de arbitragem e os resultados positivos alcançados com o experimento do (AV), em detectar lances que fujam do campo visual da arbitragem numa partida.

Sob pressão
No principal confronto da primeira rodada, Corinthians 0 x 0 Grêmio/RS, pressionado constantemente pelas arquibancadas e às vezes pelos atletas, o árbitro Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO), voltou a repetir a atuação que realizava antes de ser promovido ao quadro internacional da FIFA. Foi perfeito!, foi sem contestação, a melhor arbitragem da primeira rodada.

PS: Ao anular uma jogada legítima que redundaria no segundo gol do Tricolor do Morumbi, a assistente da FIFA/SC, Neusa Inês Back, no jogo Botafogo/RJ 0 x 1 São Paulo/SP, errou. Porém, acertou 93% dos impedimentos que assinalou na referida partida. Por saber de quem se trata, do seu caráter ilibado e a maneira como gere sua carreira, só posso acreditar que Inês Back estava desatenta.       


5 comentários:

  1. Boa noite Valdir Bicudo..
    Mais uma vez me faço presente em seu blog para postar o link a seguir: http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2016/05/1771730-cbf-pede-direitos-de-imagem-de-arbitros-por-20-anos-e-irrita-categoria.shtml
    Parece que quanto mais se mexe, mais coisas aparecem e mais ainda descobrimos o quanto os bastidores escondem muito de todo mundo, restringindo os fins comerciais a pouquíssimos, que se aproveitam das altas cifras que circundam o futebol canarinho para ganhar dinheiro às custas dos outros que, por sinal, e conforme disposição das regras de Futebol, é indispensável à realização de uma partida.
    Lamentável..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Leandro Almeida. A questão levantada pela FOLHA DE SÃO PAULO vem sendo questionada neste espaço há muito tempo. O direito de imagem a exemplo do direito de arena foi conduzido erroneamente pela Anaf, associações e sindicatos onde impera um peleguismo nunca antes visto nos anais da arbitragem brasileira. Penso que antes de ir a JUSTIÇA pleitear um direito líquido e certo à confraria dos homens de preto do futebol brasileiro, a Anaf para evitar uma batalha judicial cujo desfecho será longo, deveria ter viabilizado mecanismos que inserissem o árbitro no bojo do direito de arena. Para isto bastaria um bom advogado com conhecimento sobre o tema - e vontade política para ir à Brasília dialogar com os caciques do Congresso Nacional e aprovar o direito de imagem ao árbitro. Seria fácil? Não acredito, mas, seria um caminho menos doloroso do que a via judicial. Há hoje nas ações da Anaf excesso de egocentrismo, personalismo e peleguismo. É a nossa opinião.
      Valdir Bicudo

      Excluir
  2. Engraçado o barreirismo que existe com os árbitros nortistas, até parece que aqui só tem um árbitro, Dewson Freitas, muito pelo contrário temos vários árbitros com potencial que se tivessem oportunidade trabalharam em qualquer jogo do campeonato brasileiro.. porém ficam esquecidos e no ostracismo, vez ou outra pegam as migalhas de escalas..prova cabAl disso é a recente publicada lista de aspirantes ao quadro da Fifa, em nenhuma delas tanto árbitros como assistentes observamos um nortista... E como diria o poeta:"O NORTISTA SÓ QUERIA FAZER PARTE DA NAÇÃO! "

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado anônimo boa noite. A respeito da sua reclamação do esquecimento da CBF em relação aos demais árbitros e assistentes da região Norte, da República Federativa do Brasil, penso que há algo de errado. O Cel. Antonio Carlos Nunes, presidente da Federação de Futebol do Pará não é vice-presidente da CBF? O Cel. em tela, até poucos dias era o mandachuva do futebol pentacampeão - será que ele desconhece o potencial dos demais homens de preto do Pará e região, e só conhece Dewson de Freitas que ainda é um árbitro em estado de maturação? Se existem apitos e bandeiras que são possuidores de potencial para atuarem em partidas de ponta da CBF, sugiro enviar uma carta ao presidente da CA/CBF Sérgio Corrêa solicitando oportunidade aos árbitros e assistentes esquecidos que teem potencial para tal.
      Valdir Bicudo

      Excluir